Normcore, o que é isso?

Ou seja, ao pé da letra, o termo Normcore significa “normal ao extremo”. No entanto, vamos detalhar  mais a respeito… Afinal, o que é Normcore? Em todo o progresso da moda no último século, principalmente, podemos identificar alternâncias entre os principais movimentos e é desse jeito que a moda se desenvolve e se adapta aos ideais das pessoas ao longo do tempo. Do New Look dos anos 50 aos tubinhos dos anos 60, da extravagância dos anos 80 ao minimalismo dos anos 90 e, finalmente, do excesso de referências dos hipsters do auge da década de 2000 à ideia de “não estou nem aí” dos normcores. Assim, criado pela agência de tendências K-HOLE, esse termo se refere a uma resposta ao excesso de informações e à vontade de ser diferente do movimento anterior.

É como se toda essa questão de querer parecer diferente e interessante, com muita gente querendo parecer diferente e interessante, chegasse a um ponto em que, na verdade, todos estivessem iguais. A saída? Parecer normal novamente para ser diferente dos “diferentes”. Ih, deu nó no cérebro? No meu também!

Imagens: K-HOLE, Lookbook, Tumblr e Pinterest.

Como definido pela K-HOLE, as principais características do Normcore são: ser um movimento adaptável a diferentes situações e despreocupado com ser autêntico. Em outras palavras: básico e simples. Jeans, cores básicas, moletom, sandálias com meia, conforto, versatilidade, modelagem soltinha no corpo e as “ugly sandals” (sandálias feias), que também atendem por Birkenstocks, são alguns dos elementos desse estilo.

Mas, o Normcore não se trata nem um pouco de algo novo e revolucionário. Pelo contrário, as pessoas são normais há muito tempo e vão continuar sendo, a questão é que essa casualidade se intensificou e foi rotulada. As gêmeas Olsen, por exemplo, são uma ótima referência a essa maneira de se vestir que, além de tudo isso, ainda possui um pezinho e resgata o jeitão minimalista da década de 90, como quem já viu Friends pode reparar. Exceto pela Phoebe, claro.

Enfim, eu acho o máximo meesmo esse ar descontraído de “não estou nem aí”, só não engulo as Birkenstocks e as sandálias com meia de jeito nenhum! E vocês, o que pensam sobre isso?

Um beijo e um queijo,
Tainá Castro

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s